calcado-de-segurancaCategoriasEquipamentos de Proteção

Nova norma de calçado de segurança: EN ISO 20345:2022

O calçado de segurança é essencial para proteger os trabalhadores e impedir que estes contraiam acidentes de trabalho em inúmeros contextos industriais. Além da proteção contra ferimentos , o calçado de segurança é fundamental para proporcionar um ambiente de trabalho seguro a quem lá trabalha.

Esta utilização evita possíveis danos irrecuperáveis nos pés, e, proporciona conforto aos seus utilizadores. Além disso, permite que os trabalhadores aumentem a sua produtividade e não andem desprotegidos no local de trabalho.

Em Portugal, os requisitos obrigatórios para o equipamento de proteção individual (EPI) são definidos pela União Europeia, e pelas normais europeias e internacionais que o constituem.

Neste contexto, existiu uma atualização da norma de EN ISO 20345, substituindo a existente, EN ISO 20345:2011 pela EN ISO 20451:2022 como referência para o calçado de segurança. Como se caracteriza como uma atualização da norma antiga, esta traz consigo algumas alterações importantes que terão impacto na utilização do calçado de segurança.

Ao longo deste artigo iremos explicar as várias alterações que a norma traz consigo e de que forma vai ajudar os trabalhadores a aumentar a sua segurança.

O que é que significam estas normas?

As normas de segurança, como a EN ISO 20345 têm a vertente da segurança, ou seja, definem os critérios de segurança e desempenho que todos os artigos no mercado devem cumprir, ao passo que evoluem continuamente para atender às constantes necessidades dos diferentes locais de trabalho, às evoluções tecnológicas e às próprias necessidades da indústria.

Conhece a diferença entre Calçado de Segurança ESD x Calçado de Segurança Anti-Estático? Nesse artigo que pode consultar no nosso blog, explicamos qual a diferença anti-estático e esd.

Na norma lançada em 2011, a classificação do calçado varia entre SB (nível básico) e S5. Sendo que, quanto mais elevado for o número que acompanha o S, maior é o nível de proteção, de acordo com as próprias características do calçado testado.

Após a atualização em 2022, a EN ISO 20345:2022 introduziu mais um nível, nível S7, introduzindo novos requisitos básicos e requisitos adicionais.

Já conhece o novo requisito básico?

A atualização da norma do calçado de segurança introduziu algumas mudanças. Passou a existir um novo requisito básico SR direcionado para a resistência ao escorregamento, onde todo o calçado certificado como SB tem agora que passar no teste de resistência ao escorregamento.

Uma vez que o número de lesões que acontecem no trabalho resultante de escorregamentos é significativo, esta alteração tem o intuito de reforçar a segurança dos trabalhadores, aumentando o nível de tração nos diferentes pisos de trabalho

Requisitos Adicionais

Há uma série de requisitos adicionais que aparecem com o intuito de corresponder a diferentes pressupostos e prevenir eventuais perigos no contexto de trabalho. Um dos novos requisitos é a resistência à perfuração . Esta norma esclarece diferentes tipos de materiais, onde aquele que tem o diâmetro mais pequeno por conseguinte tem a pressão mais elevada e também requisitos de proteção mais elevados.

Neste seguimento, a resistência à perfuração é caracterizada pelo P, PL e PS.

 

  • Nível P – Diz respeito à certificação do calçado de segurança com palmilha metálica
  • Nível PL – Semelhante à anterior, no entanto, apenas se refere a palmilha não-metálica.
  • Nível PS – Diz respeito a resistência a perfuração com objetos até 3mm

 

Paralelamente, também surgiu um novo requisito acerca da resistência à penetração e absorção de água, ou WPA. Substituindo a marcação WRU. Esta norma estabelece um nível de resistência mais compreensivo contra a resistência à água, obrigatória em calçado S2.

EPI`S – Calçado de Proteção – Infográfico

 

nova-norma-calcado-de-protecao

E o Calçado de Segurança antigo?

A transição para a nova norma não significa de forma alguma que o calçado de segurança certificado sob a norma EN ISO 20345:2011, deixem de estar válidos para utilização. A sua utilização permanece válida até à expiração dos certificados emitidos pelos próprios organismos.

Por isso, pode continuar sem problema a comprar artigos com a norma ISO 20345:2011, que estão dentro da norma de segurança necessitada e continua a ser eficaz na proteção dos trabalhadores em vários ambientes de trabalho.

Se procura calçado de segurança de qualidade, recomendamos que consulte a nossa secção de calçado de proteção. Vai encontrar tudo o que precisa ao melhor preço e com a melhor qualidade.

 

Conclusão

As normas evoluem, da mesma forma que a EN ISO 20345:2021 deu origem à EN20345:2011, sublinhando a importância da evolução no setor da segurança. Estas normas são fundamentais para proteger os trabalhadores no que ao calçado de proteção diz respeito. 

Na Sartis dispomos de uma extensa gama de calçado de proteção de topo, para continuar a fornecer aos nossos clientes o que há de melhor em termos de calçado de segurança. Calçado certificado, recente, tecnológico e fiável.

Contacte-nos através dos nosso contactos habituais ou envie um e-mail para info@sartis.pt a solicitar orçamento.

CategoriasEquipamentos de Proteção Normas

Calçado de Segurança : A Diferença entre Calçado Anti-Estático e ESD

O Calçado de segurança possui várias características e certificados. A resistência elétrica é uma característica importante dos sapatos de segurança. Uma vez que, em muitas indústrias são exigidos este tipo de calçado devido às características do próprio ambiente de trabalho.

O movimento e a fricção provocam uma acumulação da carga eletrostática no corpo. Sapatos e roupa que não são condutoras podem aumentar essa carga. E o que irá acontecer, é que em algum momento irá ocorrer uma descarga. Uma descarga elétrica muito alta ou descontrolada pode resultar em consequências graves, como por exemplo, uma explosão devido à formação de centelhas ou danos em produtos e componentes eletrónicos que estejam no ambiente de trabalho.

Calçado Anti Estático x ESD

O Calçado de segurança anti-estático protege o utilizador de níveis médios de eletricidade que podem causar lesões graves. Por outro lado, o calçado ESD protege o dispositivo, ou seja, de dispositivos eletrónicos e circuitos de uma acumulação estática que podem causar danos graves. (Imagem)

O Calçado de segurança anti-estático pode ser utilizado em muitos ambientes de trabalho diferentes, enquanto que o calçado de segurança ESD apenas é indicado para a indústria eletrónica, laboratórios e outros locais de trabalho onde são utilizados componentes eletrónicos delicados.

Já o calçado de segurança anti-estático têm uma resistência elétrica entre 0.1 e 1000 MegaOhm (MO), medida de acordo com a EN 2033:2011 5 10, enquanto que a ESD possui uma resistência elétrica extremamente baixa entre 0.1 e 100 MegaOhm.

calcado-de-seguranca-esd-antiestatico

Na Sartis, temos o principal objetivo de informar o utilizador e contribuir para que este tenha um maior conhecimento entre as normas e os diferentes materiais existentes no mercado, para que, a tomada de decisão aumente com base no conhecimento.

Encontre todos os modelos de calçado com proteção que precisa na nossa loja online. Se precisar de cotação para mais do que três pares de sapatos, preencha o nosso formulário de contacto para que lhe possamos dar a melhor proposta de orçamento possível.

 

calcado-antiestatico

calcado-de-segurancaCategoriasEquipamentos de Proteção

Tudo sobre Calçado de Segurança com Biqueira

A utilização de calçado de segurança é fundamental para proteger o trabalhador contra uma variedade de perigos e lesões. É crucial que o calçado utilizado não seja substituído por qualquer outra proteção.

Se vai comprar calçado de trabalho com biqueira de segurança, é importante não só conhecer as normas e características do calçado de proteção, mas também compreender os materiais que o constituem, já que podem ter influência na sua performance. Já deve ter reparado que algumas botas de trabalho têm nas suas especificações biqueiras de aço, enquanto outras possuem biqueiras de compósito. Embora ambos os materiais sejam diferentes, têm a mesma finalidade: proteger os pés do impacto. Vamos então às diferenças entre calçado de segurança com biqueira de aço e biqueira em compósito.

Calçado de Segurança com Biqueira em Compósito

O calçado de segurança com biqueira em compósito – comumente conhecida por biqueira composta – é constituído por materiais não metálicos como kevlar, fibra de carbono, plástico ou fibra de vidro. Têm vindo a ganhar popularidade ao longo do tempo porque oferecem um maior conforto, não confundem os detetores de metal e oferecem a melhor resistência ao seu pé. São assim, por exemplo, uma escolha acertada para eletricistas e engenheiros.

As botas com biqueira em compósito são cerca de 30% mais leves, quando comparadas com o calçado de biqueira de aço. Geralmente incluem tecnologia de conforto incorporada e ajustada ao design da bota de forma a que sejam utilizadas por longos períodos de tempo.

Estas botas são a melhor escolha para um clima ao ar livre, uma vez que não fazem condução térmica.

Fibra de Carbono

As fibras de carbono são, de longe, as mais antigas e as mais utilizadas em aplicações de alto desempenho. No entanto, além de serem menos resistentes ao impacto, podem causar corrosão nos metais com os quais entram em contacto devido à condução elétrica.

Fibra de Vidro

Atualmente, a grande maioria das fibras utilizadas nas botas em compósito são fibras de vidro. Embora a fibra de vidro pese mais do que a fibra de carbono, é mais resistente ao impacto e não quebra tanto como a fibra anterior. É a fibra mais comum nas botas em compósito.

Prós e Contras do Calçado com Biqueira em Compósito:

  • Mais leve em comparação com uma biqueira de aço, reduzindo o stress, a fadiga nas pernas e  as articulações durante longos dias de trabalho ✔️
  • Calçado de trabalho sem metal, práticas ao trabalhar em ambientes elétricos perigosos ou locais de trabalho com detetores de metais, como tribunais ou aeroportos ✔️
  • Não conduz calor ou frio em temperaturas extremas, originando um maior conforto ✔️
  • Usado principalmente numa faixa de qualidade e preço mais alta de botas de trabalho com biqueira de segurança ❌
  • Mais grossas e volumosas em comparação com as botas de trabalho com biqueira de aço ❌

Calçado de Segurança em Biqueira de Aço

O calçado com biqueira de aço é geralmente mais adequado a trabalhos na construção civil uma vez que oferece uma proteção maior quando é exposto ao contacto com metais, por exemplo. Em relação ao calçado de segurança com a biqueira em compósito, é mais barato.

No entanto, nem tudo são vantagens. O calçado de proteção com biqueira em aço é mais pesado quando comparado ao calçado com biqueira em compósito, além disso, também faz condução térmica. Por isso, a biqueira de aço faz com que o calçado se torne menos confortável de usar por longos períodos de tempo.

Prós e Contras do Calçado com Biqueira de Aço:

  • As botas de segurança com biqueira de aço oferecem uma maior proteção quando comparadas com botas de biqueira em compósito. Em especial, para ambientes de risco, com o manuseamento de equipamentos muitos pesados, como, motosserras ou trituradores ✔️
  • São botas mais baratas quando comparadas com as botas de biqueira em compósito ✔️
  • Mais pesadas em comparação com uma biqueira de compósito ❌
  • Não são adequadas para trabalhadores que necessitam de caminhar durante longos períodos de tempo ❌
  • Não é recomendada a sua utilização em trabalhos onde seja necessário passar regularmente em verificações de segurança em metal ❌
  • Fazem condução térmica e elétrica ❌

Que tipo de calçado de segurança é mais adequado à minha necessidade?

Esta é uma das dúvidas que surge mais frequentemente quando os nossos clientes nos procuram para comprar calçado de proteção. Uma vez que a oferta do mercado é variada, sem o aconselhamento necessário, pode cometer um erro.

Quando se trata de botas de segurança, é importante analisar e responder a algumas questões.

  • É para uma utilização regular ou semi periódica?
  • Qual o nível de proteção que necessito?
  • Existe perigo de esmagamento ou perfuração nos pés, propiciados por equipamentos de trabalho pesados ?
  • As condições climatéricas são de calor intenso ou de chuva?
  • Os trabalhadores passam regularmente por detetores de metal?

Depois das respostas a estas perguntas, já irá conseguir escolher qual o calçado de segurança mais adequado para as suas necessidades ou, para os trabalhadores da sua empresa.

Qual é o tipo de calçado mais adequado para o meu trabalho?

O calçado de segurança mais adequado é aquele que mais se adequa ao seu ambiente de trabalho. Dependendo do cargo e do setor onde trabalhar, existem diferentes tipos de calçado a utilizar.

  • Em trabalhos de obras ou minas, deve-se privilegiar o calçado da categoria s3, ou s5 em ambientes com muita água.
  • Na indústria agroalimentar, deve utilizar o calçado de segurança de categoria S1, ou S1P. De acordo com o piso, este poderá ser SRA ou SRB.
  • Em laboratórios, nomeadamente indústria química, deverá utilizar calçado da categoria S1 , ou S2, caso haja riscos de respingos.
  • Numa oficina , de forma geral, calçado de categoria S1 ou S1P, é suficiente. Embora, alertamos sempre para adaptar o tipo de proteção às diferentes atividades executadas em oficina.
  • Na indústria automóvel, o calçado utilizado deve ter proteção para riscos específicos. Geralmente de categoria S1, e adaptar depois as características mediante a tarefa. ESD, HRO ou SRC ESD.

O calçado de segurança é um requisito?

Em grande parte das indústrias e, como mencionado anteriormente, a utilização de calçado de proteção é um requisito para uma grande parte dos trabalhos. Contudo, a entidade patronal costuma especificar que tipo de bota é que deve usar.

Depois de determinar os requisitos de segurança a adotar, existe uma grande variedade de botas de trabalho à sua escolha. Encontre o calçado que mais gosta através do nosso site.

Conclusão

Quer as botas de biqueira de aço como as de compósito,  fazem parte do primeiro plano na categoria dos equipamentos de proteção individual. A escolha do calçado é fundamental para proteger a integridade física dos trabalhadores e permitir um maior conforto na hora de “colocar o pé”.

Como mencionado anteriormente, é recomendável pensar em alguns aspetos importantes antes de efetuar a compra. Só assim irá conseguir analisar e avaliar, qual o calçado que melhor se vai adequar às suas necessidades.

Precisa de conselhos, ou ainda tem alguma dúvida sobre botas de trabalho com biqueira de aço ou composta depois de ler este artigo? Não hesite em entrar em contacto com a nossa equipa.

Se está no nosso website pela primeira vez, registe-se na nossa newsletter e fique por dentro de todas as novidades que temos para si. Fique em segurança!

 

calcado-de-protecao